Archive for the 'Jean M. Auel' Category

16
jun
10

10 livros em 10 dias – 4º dia

Vi a proposta de um desafio muito interessante há alguns dias atrás no blog da Íris – www.literalmentefalando.blogspost.com e como achei bem divertido, resolvi adotar também. Em dez 10 comentarei sobre 10 livros que:

  • Mais gostei – 01° dia
  • Mais odiei – 02° dia
  • Mais barato que comprei – 03° dia
  • Mais caro que comprei – 04° dia
  • Mais prendeu minha atenção – 05° dia
  • Menos prendeu minha atenção – 06° dia
  • Mais recomendo – 07° dia
  • Menos recomendo – 08° dia
  • Mais interessante/diferente – 09° dia
  • Mais velho que você tem ou leu – 10° dia

Dia 4: Livro que mais caro que comprei

  • Escolha: “O Abrigo de Pedras”, J. M. Auel

Quando descobri “Ayla, a Filha das Cavernas” devorei o livro, amei a história, a maneira como a autora narrava os acontecimentos e a própria personagem principal. Então corri até a Saraiva e comprei o segundo volume. Ainda mais apaixonada pela história, acabei comprando todos os volumes da série. Mas era livros muito caros. No entanto, o mais caro foi o último, “O Abrigo de Pedras”.

Comprei o livro por R$100,00 e pouco tempo depois descobri o Estante Virtual. Daí só de curiosidade resolvi conferir se algum sebo ou vendedor tinha os livros. Para meu desespero e tristeza vi que o mesmo livro no qual gastei R$100,00, estava sendo vendido por até R$3,90. Meu olho até encheu de água. Mas tudo bem, valeu o dinheiro gasto. Todos os livros da série “Filhos da Terra” são maravilhosos.

13
jun
10

10 livros em 10 dias – 1º dia

Vi a proposta de um desafio muito interessante há alguns dias atrás no blog da Íris – www.literalmentefalando.blogspost.com e como achei bem divertido, resolvi adotar também. Em dez 10 comentarei sobre 10 livros que:

  • Mais gostei – 01° dia
  • Mais odiei – 02° dia
  • Mais barato que comprei – 03° dia
  • Mais caro que comprei – 04° dia
  • Mais prendeu minha atenção – 05° dia
  • Menos prendeu minha atenção – 06° dia
  • Mais recomendo – 07° dia
  • Menos recomendo – 08° dia
  • Mais interessante/diferente – 09° dia
  • Mais velho que você tem ou leu – 10° dia

Dia 1: Livro que mais gostei

  • Escolha: “Ayla, a Filha das Cavernas”, Jean M. Auel

Acho que do desafio proposto, o mais difícil para escolha é esse primeiro dia, afinal são muitos os livros que amei e me marcaram de alguma forma. No entanto, “Ayla, a Filha das Cavernas” é simplesmente sensacional (bem como todos os cinco volumes da série).

Amo História, tive muita vontade de estudar História como curso superior, mas por hobbie, não para exercer a função de historiadora. Isso porque é uma área muito restrita e segundo porque deve ser muito interessante poder estudar, aprender e conhecer muito mais sobre outras culturas, conflitos mundiais, povos antepassados e o nosso triste e complicado passado. E “Ayla, a Filha das Cavernas” esta nesta seara. Um resgate de um passado muito longínquo, dos primórdios da humanidade e a autora, Jean M. Auel, é um exemplo de dedicação e amor ao seu trabalho.

A história se passa na pré-história, há mais de 30 mil anos atrás, onde o mundo que hoje é a Europa era habitado por Neandertais (em seu declínio) e Cro-magnon (com surgimento e predominância a pleno vapor).

Ayla, a personagem central e título do livro, é uma Cro-magnon de apenas cinco anos que se torna órfã por causa de um terremoto. Sem saber como sobreviver sozinha, vaga a esmo e bem debilitada acaba sendo encontrada, resgatada e adotada por uma tribo de neandertais. O que é um grande tabu, seres de “raças” diferentes, que se estranham e não se toleram terão que conviver e aprender o que for preciso para viver em harmonia. Mas nem sempre tudo fora fácil para Ayla e ela terá que abrir mão do que sempre foi para tentar se encaixar e encontrar seu lugar em um mundo no qual ela não nascera pronta para tal. Para tanto ela desaprende a falar e precisa aprender a se comunicar por sinais e emitir ruídos guturais.

Jean M. Auel pesquisou com afinco por cerca de 10 anos tudo que se refere a esses povos que antecedem a humanidade que hoje conhecemos e que fazemos parte. As aventuras de Ayla nos surpreende, comove, emociona, nos enche de orgulho e também nos faz sentir agonias e tristezas por tantas provações que ela tem que enfrentar.

Ayla é uma garota/mulher simples, surpreendente, especial e acho que a primeira heroína completa na literatura. Por esse conjunto de motivos, “Ayla, a Filha das Cavernas” ganhou a posição de livro que mais gostei.




Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,449,188 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
abril 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 74 outros seguidores

Mais Avaliados