Archive for the 'Ann Brashares' Category

26
out
09

Ann Brashares

ann

A escritora americana Ann Brashares nasceu em 30 de julho de 1967 em Washington, D.C, nos Estados Unidos. Creceu em Washington e estudou Filosofia na Universidade de Columbia em Nova York.

Trabalhou no setor editorial até o ano 2000, ano em que publicou o seu primeiro livro, “A Irmandade das Calças Viajantes”. O sucesso de crítica e entre os jovens leitores foi muito grande e também uma agradável surpresa. Por isso, ela decidiu publicar seqüências para o livro e criou a série “Coleção Calças Viajantes” composta de quatro volumes.

O sucesso de seus livros, que viraram Best Sellers, inspirou a adaptação para o cinema dos dois primeiros volumes, tornando-se um sucesso entre as adolescentes de todo o mundo.

Atualmente, Ann vive em Nova York com o marido, Jacob Collins, e seus três filhos, Nathaniel, Samuel e Suzannah.

Anúncios
25
out
09

O Segundo Verão da Irmandade

O_SEGUNDO_VERAO_DA_IRMANDADE_1233348013P

A seqüência da “Coleção Calças Viajantes”, “O Segundo Verão da Irmandade” é recheada de emoções, novas descobertas (umas felizes outras bem decepcionantes), aventuras e reencontros. O livro narra o segundo verão em que as “setembros” Carmen, Lena, Tibby e Bridget, passam separadas.

Tibby viaja para outra cidade para fazer um curso de cinema e criar o seu próprio vídeo. Lá conhece novas pessoas, faz novas amizades, redescobre a importância das amizades verdadeiras, aprende muito sobre as técnicas da 7ª artes, ouve conselhos errados, luta contra o preconceito, percebe como é fácil deixar de ser quem realmente é para se sentir e fazer aceita e ao enfrentar uma situação de confronto com a mãe, percebe como estava agindo de forma imatura, dando a volta por cima ao ouvir conselhos verdadeiros de pessoas que realmente gostam dela, produzindo um vídeo emocionante e merecedor de todos os tipos de elogios e reconhecimento.

Carmen enfrenta mais uma vez problemas devido ao seu mau gênio. Não aceita que a sua mãe tenha um namorado e arma tremendas confusões por causa disso, enquanto ela mesma perde o seu namorado por causa da sua confusão de sentimentos e comportamentos. Depois de muita revolta, brigas, confusões, desacertos, rompimentos e conselhos das suas melhores amigas, ela percebe como estava sendo infantil e egoísta e tenta consertar as coisas antes que seja tarde demais para a sua mãe, enquanto isso vê degringolar a sua frente o que poderia ter sido um relacionamento legal com Porter, seu namorado. Em meio a esse turbilhão de acontecimentos e sentimentos, ela acaba recebendo uma visita inesperada que a deixa em uma situação um tanto delicada.

Bridget, após os acontecimentos do verão passado, desiste do futebol, esconde a sua beleza através de uma tinta no cabelo e uns quilinhos a mais. Ela enfrenta o pai depois de descobrir uma verdade que sempre foi velada. Querendo conhecer um pouco sobre o passado da sua mãe morta e sobre a sua própria história, deixa o irmão, o pai e suas amigas para trás e viaja para a cidade onde mora a sua avó materna.  Ela só conviveu poucos anos com a avó quando era criança e pouco conhece ou se lembra dela, decidindo então se passar por uma estranha. Ao longo da temporada ao lado de sua avó, Bridget adquire conhecimentos fundamentais sobre a vida de sua mãe e seu pai, conhece a história de sua própria família e reencontra um amigo muito especial da sua infância. Através deste reencontro, ela retoma a paixão pelo futebol e assume a sua verdadeira essência e identidade, voltando ao seu corpo original e descolorindo os cabelos. Ao regressar para casa, Bridget está mais madura e até passa a olhar com mais condescendência para seu irmão gêmeo que sempre viveu à sombra da sua alegria e espontaneidade.

Lena ainda está sofrendo com o rompimento com o grego Kostos. Passa o verão em casa e consegue um emprego em uma loja de roupas feminina. Em meio a sua tristeza e lamentação recebe uma visita que nunca imaginou: Kostos está na cidade a trabalho. Ela então revive de forma intensa e feliz o seu primeiro amor. Tudo estava perfeito até que ele é chamado com urgência a Grécia. Sem maiores explicações ele abandona Lena e retorna à Grécia. Continua se comunicando com ela por cartas, até que um dia ele escreve rompendo o namoro, também sem dar maiores esclarecimentos. Lena volta a ficar arrasada e se afundo em uma depressão, se escondendo das amigas e pouco se importando com o trabalho, perdendo, aos poucos, o interesse por tudo. Até que um dia recebe a notícia de que seu bapi teve um problema de saúde, comovendo toda a família, fazendo-os viajar as pressas à Grécia. Lena se tortura imaginando um reencontro com Kostos, mas para sua terrível surpresa, descobre que ele está noivo e sua noiva está grávida. Mas Lena se mostra forte e tem uma linda, reveladores, esclarecedora e franca com a sua mãe. Ao voltar para casa, o destino a coloca frente a frente com uma pessoa que lhe desperta um sentimento um tanto quanto curioso.

Vale lembrar que todas essas aventuras vividas pelas meninas, mais uma vez tiveram como testemunha crucial e participante ativa, a calça jeans mágica e viajante.

15
out
09

Coleção Calças Viajantes

21408192_4

Depois de mais de um ano sem postar e sem vontade de continuar com o projeto que gerou a criação do blog, resolvi falar de uma série “Coleção Calças Viajantes”, composta pelos volumes “A irmandade das calças viajantes”, “O segundo verão da irmandade”, Meninas de calças” e “Para sempre de azul”. São livros não muito conhecidos por aqui, mas além de serem best-sellers, estiveram muito tempo entre os mais vendidos em muitos países. Confesso que só conheci os livros após assistir “Quatro amigas e um jeans viajante”, filme inspirado no primeiro livro. O filme fez relativo sucesso o que produziu a sequência, inspirado no segundo volume da coleção.

Lena, Carmen, Bridget e Tibby, quatro amigas inseparáveis desde a infância, nunca passaram um verão separadas. Prestes a completarem 16 anos, elas compram uma calça jeans, que milagrosamente cabe perfeitamente em seus corpos totalmente diferentes, e desde então a consideram mágica.

No primeiro verão em que não passarão juntas, elas criam a irmandade das calças viajantes, com regras e todas as formalidades. O objetivo é que a calça seja uma testemunha de suas aventuras e elas devem passar uma semana com o jeans, para em seguida, elas enviarem para a outra e, assim sucessivamente.

No primeiro livro, a calça viaja para a Grécia, onde Lena foi visitar os avôs, depois para a Califórnia, onde Bridget foi passar o verão em um acampamentos para atletas, em seguida que desfruta dos poderes mágicos da calça é Carmen quando se sente uma enteada malvadas para a nova família do seu pai e por fim, Tibby recebe a forcinha da calça na hora de gravar o seu documentário.

É uma coleção leve com histórias bonitas, malucas, divertidas e engraçadas que agradará as garotas, pois aborda questões relacionadas ao universo juvenil feminino. A mensagem principal transmitida pela autora é ame a si mesmo e os seus amigos incondicionalmente. A descoberta do primeiro amor, os problemas familiares, empregos temporários, a dor da perda, a força das amizades verdadeiras e a aceitação de ser como se é procurando ser feliz exatamente assim, são os temas que rodeiam as aventuras descritas pela autora Ann Brashares.




Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,486,161 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
novembro 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados