31
jul
10

“A Montanha e o Rio” encanta pela escrita gostosa e por narrar acontecimentos históricos da China da década de 60

“A Montanha e o Rio”, primeiro romance escrito pelo escritor sino-americano Da Chen, conta a dramática história dos irmãos, Tan e Shento. Filhos do mesmo pai (um general próximo do ditador chinês Mao Tsé-tung); um legítimo e outro fruto de um caso extraconjugal.

Shento perdeu a mãe assim que nasceu e por pouco não morrera junto com a mãe. Humilhada, rejeitada e desesperada porque o general Long não reconhecia a paternidade do seu filho, decidiu tomar uma atitude extrema. Ao pular de um precipício acabou dando à luz ao seu bebê que milagrosamente não morrera e fora recolhido por um curandeiro de uma vila que encantado pela criança, decide adotá-lo.

Concomitantemente ao triste destino de Shento e sua mãe, em Beijing nascia Tan, o filho legítimo, desejado e amado do general Long.

As crianças crescem sem saber da real história de suas vidas e ignorando a existência um do outro. Um terá tudo que deseja, carinho, atenção, cuidado, amor e todas as suas vontades satisfeitas. O outro também terá amor fraternal, mas será carente de outras necessidades e precisa lutar pela sobrevivência o tempo todo. Principalmente após perder os pais adotivos, vítimas de uma batalha entre a China e o Vietnã que destrói a vila em que fora o seu lar. Sem escolha, o garoto é levado para um orfanato e ao crescer se alista para o exército.

Já adultos, Tan e Shento se encontram, sem saber que laços de sangue os unem. E se odiarão porque vão se apaixonar e lutar pelo amor de uma mesma mulher.

Aliado aos conflitos pessoais e interiores, as personagens centrais de “A Montanha e o Rio” enfrentarão as revoluções e conflitos vividas na China da época de Mao Tsé-tung. Enquanto Shento cresce em postos do exército do governo de Heng Tu, Tan se vê caindo em desgraça, já que os privilégios com que estava acostumado a ter, vão escapando de seu domínio desde que Heng Tu assumiu o comando da China.

O livro é maravilhoso! Pois além de uma história super interessante e sensível, ainda somos presenteados com a narração e descrição de fatos históricos de uma sociedade milenar, rica cultural e historicamente e tão distante de nossa realidade.

A revolução cultural, o Massacre da Praça da Paz Celestial, o governo ditador de Mao Tsé-tung, referências pinceladas a Deng Xiaoping, toda a opressão sofrida pelo povo chinês, descrições primorosas de belas paisagens deste país que encanta e fascina, e interessantes citações ao longo do livro tornam “A Montanha e o Rio” um livro que merece ser adquirido, lido, relido e ocupar um dos lugares mais altos de uma estante.

Anúncios

5 Responses to ““A Montanha e o Rio” encanta pela escrita gostosa e por narrar acontecimentos históricos da China da década de 60”


  1. 1 Sandra Oliveira
    agosto 3, 2010 às 8:40 pm

    A capa é linda e adoro conhecer culturas diversas, que fogem das tradicionais que já estamos acostumados. Além disso, é uma história até bastante atual, ou melhor que evoca acontecimentos até recentes, o que não deixa de ser muito interessante.

    beijos!

  2. 2 Eline
    dezembro 26, 2011 às 2:29 pm

    Adorei o livro. Uma história singela, de fácil entendimento e encantadora!

  3. 3 cristina nicolau
    agosto 13, 2012 às 12:58 pm

    Acabei de ler este livro .. esperava um final melhor para a sumi e Tan …. o fim de Shento foi diguino de uma segunda oportunidade …..Mas uma otima leitura ……

  4. 4 Karen
    novembro 16, 2012 às 9:11 pm

    Estou lendo o livro, nossa, lindo, ja chorei, ja sorri, ameii e estou estudando sobre a china na escola, ai que me entereçei na materia..

  5. 5 Márcia
    agosto 26, 2013 às 7:49 am

    O livro é surpreendente, inclusive nas últimas páginas, a história muda o rumo várias vezes, linguagem fácil e interessante, vale muito a pena ler.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,486,617 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
julho 2010
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: