13
jun
10

Trilogia Fronteiras do Universo – A Bússola de Ouro

Nós já estamos acostumados a livros com histórias controversas e polêmicas. Principalmente quando mexe com o calo da Igreja Católica. E é neste contexto que se insere a trilogia “Fronteiras do Universo”, do maravilhoso autor britânico Philip Pullman.

Os livros que compõe a série “Fronteiras do Universo”: “A Bússola da Ouro”, “A Faca Sutil” e “A Luneta Âmbar”, ganharam o brilho dos holofotes em 2007. Ano em que o primeiro livro ganhou uma versão para o cinema. Pullman foi acusado de promover o ateísmo nas crianças e jovens pela Liga Católica, mas ele se divertiu com todo esse estardalhaço e não deu muita importância pela polêmica porque, para ele, tudo se trata de ficção para entreter e divertir aos pequenos e grandes leitores.

Os livros são classificados como infanto-juvenis, mas na minha opinião não tem nada de infantil e caso seja juvenil, está mais para juvenil-adulto. Prova disso é a grande quantidade de jovens adultos que admiram a coleção. As comunidades no Orkut e listas de discussão no Yahoo Groups estão aí para comprovar.

“A Bússola de Ouro” tem como protagonista Lyra Belacqua, uma criança de 12 anos, terrível! Ela é linda, respondona, mentirosa, parece um moleque, a princípio pensamos ser ela uma órfã criada por catedráticos, mas depois temos grandes revelações.

Lyra vive em Oxford, mas não a Oxford que conhecemos. Ela vive em um outro universo, parecido com o nosso, mas bem diferente em diversos aspectos. Os seres humanos, neste universo, tem daemons, seres que representam as almas humanas. Quando criança, os daemons mudam de forma constantemente, para muitas vezes, refletir o estado de espíritos dos humanos. Mas quando se chega a adolescência, os daemons tomam uma forma única e jamais poderão mudar. Geralmente os daemons tem o sexo diferente dos seus humanos e são os melhores amigos que um humano pode vir a ter. Eles não conseguem se afastar um do outro por uma grande distância, pois sentem uma dor extrema e quando um humano morre, imediatamente o daemon morre também.

O daemon de Lyra chama-se Pantalaimon e é praticamente impossível os leitores não se apaixonarem pelo doce Pan. A Oxford de Lyra é pacífica e tranqüila. Mas misteriosamente crianças começam a desaparecer e dentre elas, Roger, o melhor amigo de Lyra. Devido a isso ela parte em uma jornada complicada e arriscada para encontrá-lo e não descansará enquanto não cumprir a sua promessa. Para isso contará com amigos leais e muito corajosos. Conehcerá bruxas, ursos falantes de armaduras, descobrirá segredos que não a deixará feliz e se sentirá culpada por uma grande perda, o que a fará amadurecer e compreender a sua importância para não apenas seu universo, mas diversos universos que se encontram sobrepostos.

Em uma história em que religião e ciência se fundem, existe um raríssimo, poderoso e cobiçado objeto que é capaz de revelar a verdade. No entanto, é mais raro ainda que consiga manuseá-lo de forma adequada. Mas Lyra mostra o quanto ela e o aletiômetro podem se entender perfeitamente.

Um livro original, com elementos peculiares, muito gostoso de ler e também muito ousado ao estabelecer como vilão da história a Igreja. Por isso a perseguição da Liga Católica contra Pullman e seus livros. O autor se declarou agnóstico, mas isso não o torna um pregador e influenciador de crianças contra a religião.

Ouvi rumores de que no próximo filme, “A Faca Sutil” a sequencia de “A Bússola de Ouro”, no elenco estaria a atriz Drew Barrymore como a doce e corajosa cientista Dr. Malone. Mas duvido muito que haja uma sequencia. A adaptação do primeiro livro foi muito ruim, bastante criticada, não deu muito lucro e já faz quase três anos que o primeiro filme chegou aos cinemas. Uma pena, pois os livros são maravilhosos e o filme estragou o brilho de uma história original e muito criativa. Nem a participação de Nicole Kidman, Daniel Craig e Eva Green salvaram o que estava fadado ao insucesso.

Eu tenho um carinho em particular por essa trilogia, pois foi a que eu utilizei na minha conclusão de curso na universidade. Na minha monografia analisei o universo ficcional de Pullman em “Fronteiras do Universo” e analisei suas personagens segundo as premissas de Umberto Eco, Todorov, Antonio Candido, Teresa Colomer, Nelly Novaes Coelho, Flávio Kothe e outros tantos ótimos autores. Tive um prazer muito grande ao realizar esse trabalho porque Pullman tem um universo muito rico e muito gostoso de analisar. Para quem gosta de literatura, vale muito a pena conhecer mais os trabalhos de Pullman.

Anúncios

23 Responses to “Trilogia Fronteiras do Universo – A Bússola de Ouro”


  1. 1 Sandra Oliveira
    junho 13, 2010 às 12:24 pm

    Odiei o filme e peguei uma antipatia sem igual pela história. Já ouvi falar que o livro realmente é muito bom, mas… esse não tem jeito.

    beijos

  2. junho 13, 2010 às 12:29 pm

    O filme é terrível… Uma pena =(
    beijos

  3. 3 Sandra Oliveira
    junho 13, 2010 às 12:36 pm

    é, e para mim ocorreu o contrário, também por causa de livro/filme filme/livro : Percy Jackson não me vai de jeito algum. E perdi o dindin do livro, para agravar ainda mais! rs

    beijo!

  4. junho 13, 2010 às 12:39 pm

    hehehehe tadinha!
    vende no site estante virtual (www.estantevirtual.com.br) sempre tem comprador. e pelo menso você nao sai tão no prejuízo.
    beijos

    • 5 Mariana Luz
      junho 14, 2010 às 9:33 am

      Melissa,

      To lendo agora A faca sutil. Gostei da Bussola de Ouro e to achando a continuação melhor ainda! E realmente o filme é muito ruinzinho…

      Bjo

      • junho 14, 2010 às 12:25 pm

        Ae Mari, que surpresa boa sua visita por aqui =)
        É verdade, “A Faca Sutil” é muito legal. Eu sou fã de Will. Ele e Lyra formam uma dupla e tanto. Feliz que esteja gostando dos livros. Quanto ao filme… novamente digo: uma pena.
        Beijos

  5. 7 Mateus Carvalho
    junho 14, 2010 às 12:34 pm

    caramba muito boa essa coleção. irada a luta dos ursos e muito mané o cara lá que não quis a bruxa. bem feito para ele.
    eu queria um daemon para mim. se tu pudesses ter um, qual seria seu animal? queria que o meu fosse um tigre ou um leão. a pantera de lorde asriel também é maneira demais.
    beijos, mateus

  6. 9 Mariana Luz
    junho 15, 2010 às 10:27 am

    Leitura relampago! Acabei A Faca Sutil e agora tô querendo comprar a Luneta Ambar.
    Gostei do Pocket Book do Ponto de Leitura, não é daqueles que tem que arregaçar o livro pra ler o meio.
    Depois dessa trilogia, o que vc me indica?

    Bjo

    • junho 15, 2010 às 10:35 am

      Conhece a trilogia Millennium de Stieg Larsson? Te indico essa. Os três livros são muito bons. Acredito que você vá adorar. Não é literatura infanto-juvenil, é suspense sueco que vem fazendo muito sucesso e agradando demais aos leitores. Vale a pena ler a sinopse.
      Beijos

      • 11 Mariana Luz
        junho 17, 2010 às 12:00 am

        Acertou na dica! hehehehe. Já li o primeiro e comprei os outros dois! É realmente bem legal. Queria ver o filme, mas saiu do cinema super rápido.
        Ah! Vc tem noticia de quando vai abrir a livraria cultura no Salvador Shopping?

        Bjo

      • junho 17, 2010 às 5:24 am

        hehehe
        eu sabia! essa série é muito boa. eu li os três livros muito rápido, apesar de densos.
        eu nem sabia que o filem ja tinha saido dos cinemas, passagem relâmpago.
        Não sei dizer Mari. Talvez o jeito seja acompanhar o blog da livraria cultura para saber quando vai acontecer a estreia mesmo.
        beijos

  7. 13 martha
    agosto 9, 2010 às 7:37 pm

    Se o Phillip Pullman diz que o livro é infanto juvenil,eh pq eh ,EU nao vejo nada de mais em adultos admirarem aobra ,se eles se encantaram com a obra eh pq eles ainda tem senso infantil e sabem adimirar o q eh bom!!!!!!!!!!!!!!! n tem nada a ver.Ele vai continuarn sendo infanto juvenil.Desculpa se fui grossa mais eh a minha opinião.
    parabens o blog ta legal!vc eh uma critica bem

  8. fevereiro 11, 2011 às 12:06 pm

    eu gostei do filme ñ esse o q eu tenho a bussola de ouro

  9. 15 cienciamaluca
    abril 4, 2011 às 8:43 pm

    Olá, eu criei um blog tb agora, e escrevo alguns ensaios sobre livros que professores possam utilizar em sala de aula, e referenciei seu blog. Espero que não tenha oposições quanto a isso. Gostaria de saber se vc me permitiria colocar um link para a sua monografia no meu post sobre a trilogia Fronteiras do Universo. Caso não aceite tudo bem, agradeço, e parabens pelo ótimo trabalho.

    Abraços

  10. 17 Caik Rocha
    maio 14, 2011 às 10:55 pm

    cara gostei muito do livro, so que achei o filme um pouco fraco demais, assim como achei alguns dos filmes de harry potter bem infieis aos livros. Mais estou gostando muito da trilogia, partindo para a luneta âmbar.

  11. 18 Eudes
    fevereiro 1, 2012 às 7:55 am

    Engraçado como as pessoas curtem criticar as coisas, será que elas fariam melhor do que o já feito? Deveriamos era agradecer por alguém ter feito o primeiro filme e torcer para que saia o segundo. Pode ser até considerado ruim por algumas pessoas, mas quando sair o segundo filme com certeza esses críticos negativos irão assistir (rsrsrs). Vlw

    • fevereiro 1, 2012 às 3:57 pm

      Eudes, as pessoas têm direito a opinião. Se as pessoas que assistiram e não gostaram do filme fossem diretores ou pessoas ligadas a produção de filmes, talvez elas fizessem sim um filme muito melhor. Em momento algum quem leu os livros torceu para que não houvesse uma continuação, inclusive esperam por isso, mesmo que o primeiro as tenha decepcionado, pois a grande maioria que é fã da série de livros espera sempre por uma adaptação para o cinema.

  12. abril 24, 2012 às 12:03 am

    Gostei do filme, pretendo ler os livros pois estou a muitos anos aguardando a sequencia espero que a sequencia seja gravada em breve…

  13. maio 27, 2012 às 11:06 pm

    Como vocês conseguiram não gostar do filme? Caramba, é tão real o filme… os efeitos e tudo mais… meu Deus. Acho que é por causa dessa minha fascinação por ficção que me faz amar filmes/livros desse tipo independente se a história é boa ou ruim. Enfim, tanto o livro quanto o filme, na minha opinião, são ótimos. Mas respeito a opinião de todos que não gostam.
    Um beijo.

  14. 22 Maite
    junho 11, 2012 às 7:08 pm

    Hoje, por acaso, rodava os canais de tv quando vi, iniciando, o filme: A Bússola de Ouro! Me achou a atenção a tônica do tema que se baseia na liberdade do pensar, de acreditar em outros mundos, em questões de metafísica ou que a nossa filosofia não é capaz de pensar, analisar. Muito interessante! Vou comprar os livros!! Sempre achei que pode existir uma energia que rege a VIDA! Algo muito além da nossa compreensão humana que não podemos captar. Fico me perguntando se, de fato, o mar se abriu como diz a Bíblia e, se aconteceu algo assim, que força mística foi essa….rsrs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,469,944 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
junho 2010
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: