17
maio
10

As Crônicas de Flavia de Luce – Flavia de Luce e o Mistério da Torta

O primeiro livro de uma série detetivesca a la Sherlock Holmes (de Conan Doyle), “As Crônicas de Flavia de Luce”, “Flavia de Luce e o mistério da torta”, do autor canadense Alan Bradley foi lançada a pouco tempo no Brasil e já carrega com ele uma grande quantidade de popularidade. Está na lista dos livros mais vendidos da Amazon, da Times e do New York Yimes.

O livro é ambientado na Inglaterra de 1950 e conta as aventuras, peripécias e descobertas da pequena Flavia de Luce, uma garota de 11 anos que tem duas irmãs mais velhas: Daphne e Ophelia (cá pra nós que menininhas insuportáveis viu?), um pai muito sério e colecionador selos (uma verdadeira obsessão), o Coronel de Luce e uma mãe que já morreu. Para ela isso não é um grande problema pois como mal conheceu a mãe, não sente a falta dela como a sua irmã mais velha que chegou a conviver alguns anos com a mãe.

Mesmo sem ter conhecido a mãe, Flavia tem uma grande paixão que era a mesma da mãe, a química. A garota tem um domínio profundo sobre o funcionamento dos elementos químicos, seus aromas, consegue produzir venenos (não letais) que utiliza como arma para se defender das irmãs mais velhas. E passa a história correndo de um lado a outro com Gladys, a bicicleta que pertencera a sua mãe.

Flavia tem um humor sarcástico que só as crianças muito inteligentes para a sua idade conseguem ter e inteligência de sobra é o que não falta a ela. Para defender o pai e descobrir quem quebrara a paz e o sossego da família de Luce, Flavia decide investigar um crime que ocorrera na sua casa.

No final da madrugada ela acorda, sai de casa e tropeça em algo. Ao perceber que se sujara de terra, levanta aborrecida e vai investigar no que ela tropeçara, mas para sua surpresa, não se tratava de um ancinho qualquer e sim um braço. Sim um braço de um homem que estava estirado na plantação de pepinos e estava a beira da morte. Ao se aproximar do homem, ele olha para ela e lhe diz uma última palavra: “vale”, significado para a palavra “adeus”.

Sem se mostrar muito abalada pela morte do misterioso homem que aparecera na noite anterior na sua casa e discutira com o seu pai, a garota vai chamar o faz tudo da sua casa. Ela decide chamar a polícia e daí paralelamente a investigação policial, ela decide fazer a sua própria investigação. Mesmo tendo poucos recursos, ela avança rapidamente e consegue descobrir pistas importantes para solucionar o caso.

Inclusive descobre que a última palavra dita pelo misterioso homem já fora dita anteriormente por uma pessoa ligada ao passado do seu pai e que envolvia um suposto assassinato. A motivação de Flavia fica ainda mais evidente quando o seu pai é levado preso, por ser considerado o principal suspeito.

Para livrar o pai ela decide se acusar no lugar dele, mas qual policial acreditaria mesmo nisso? Daí ela começa a investigar possíveis assassinos e faz uma lista com os nomes dos principais suspeitos. Quem realmente matara e qual fora a motivação? Ah, essa resposta… só lendo o livro para saber.

De tantos livros infanto-juvenis que há por ai, esse não me encheu os olhos. Meu ritmo de leitura ia de muito rápido a lento quase parando. Não foi o tipo de livro que me fez querer terminar e não fechá-lo. Muito pelo contrário, em alguns momentos até mesmo senti vontade de fechá-lo e não mais abrir e partir para outra leitura. Mas realmente me dói não terminar um livro quando pelo menos passei da metade. Sendo que quando não consegue me prender até o terceiro capítulo, eu não tenho escrúpulos mesmo e fecho.

Não é um livro maravilhoso, mas a história é interessante e para aquele leitor que gosta de ler de tudo, vale a pena. Por isso até escrever esse post eu não sei dizer se indico ou não… O mais interessante é que a sinopse é muito boa e interessante. Achei a sinopse mais interessante que o livro mas tudo bem, faz parte.

Para que você possa conhecer um pouco mais do universo de Flavia de Luce acesse www.editorasaraiva.com.br/flaviadeluce.

Sinopse de Flavia de Luce e o Mistério da Torta

Inglaterra, 1950. Na mansão Buckshaw, Flavia de Luce mora com sua excêntrica família: Coronel de Luce, o pai viúvo e taciturno, colecionados obsessivo de selos, e as duas esnobes irmãs mais velhas, Daphne e Ophelia. Há também o esquisito jardineiro Dogger e a mal-humorada cozinheira Sra. Mullet, cujos dotes culinários deixam muito a desejar – a torta de creme que ela prepara é comparada por Flavia a uma arma letal.

Flavia vive num mundo próprio. Refugiada no velho laboratório que pertenceu à mãe, diverte-se criando venenos inofensivos – que servem apenas às suas pequenas vinganças domésticas – e aprofundando seus conhecimentos em química, sua matéria preferida. Afinal, após a morte da mãe, a monotonia se instaurou naquele lar.

Certo dia, porém, a rotina da casa é assustadoramente abalada. Um pássaro morto com um sele raro espetado no bico é deixado à porta. Em seguida, o Coronel de Luce recebe a visita de um estranho, e uma acalorada discussão entre os dois deixa todos alarmados. E, para concluir a sucessão de eventos bizarros, Flavia encontra alguém estendido no jardim – o homem que discutiu com seu pai no dia anterior – e, ao se aproximar dele, ouve seu último suspiro.

Por iniciativa própria, Flavia direciona seus conhecimentos de química, seu humor sarcástico e seu raciocínio rápido para uma nova tarefa: a investigação do crime. Seu pai é o principal suspeito, mas ela sabe que, apesar do jeito reservado, ele não seria capaz disso. Então quem poderia ter sido? A destemida Flavia inicia sozinha uma jornada para inocentar o pai e descobrir o verdadeiro assassino. Ah, talvez seja importante dizer que Flavia tem apenas 11 anos…

Anúncios

3 Responses to “As Crônicas de Flavia de Luce – Flavia de Luce e o Mistério da Torta”


  1. 1 Sandra Oliveira
    maio 18, 2010 às 8:07 pm

    Engraçado, eu vi a indicação desse livro na Revista da Livraria Cultura, achei a capa ótima e a histórinha bem interessante. Acho que me enquadro no perfil que você disse ” leitor que gosta de ler de tudo”, rs…talvez eu encaixe mais esse na minha lista… E assim que vi o livro, ele me lembrou bastante, mesmo que sem qualquer ligação nem nada, com Coraline, o filme…não sei porque…rs

    beijo!

  2. junho 4, 2010 às 4:53 pm

    Bem deste que vi num simples folheto na minha escola fiquei louca para ler, eu entrei nesse site para ver a primeira previa:http://editorasaraiva.com.br/flaviadeluce entrei e mandei para o meu celular por que eu nao podeiria ficar lendo o resto da vida no computador, e porque so o primeiro capitulo tem 27 paginas entao e so isso quem quiser saber mais sobre sobre o livro entre no meu email(eu tenho o livro todo para todo mundo ler entao:brunamacelokmlowes@gmail.com.br

  3. 3 Kline
    junho 4, 2010 às 4:56 pm

    Bem eu tenho o dvd e otimo e Flavia e Linda amei


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,486,167 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
maio 2010
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: