13
maio
10

Os Imortais – Para Sempre

O primeiro livro da série “Os Imortais”, “Para Sempre”, da escritora Alyson Noel vem fazendo um sucesso incrível entre os adolescentes. Muitos fãs reclamam pelo livro estar sendo comparado ao sucesso mundial “Crepúsculo”, no entanto, poucos ligam de fato para essa comparação.

Ambos abordam o amor intenso e verdadeiro entre adolescentes e o sobrenatural. Mas Alyson trabalha outros temas como o carma, a experiência quase-morte, reencarnação e experiências extra-sensoriais. E os momentos bem engraçados e bonitos do livro são quando Riley, a irmã mais nova de Ever, a personagem principal da história, aparece e tenta ajudar a irmã a superar seus traumas. Apesar de novinha, Riley tem sempre conselhos sábios e compartilha com a irmã momentos divertidos e alegres, mesmo não estando mais viva.

Ever, a protagonista da história, era uma adolescente que tinha uma vida normal e era muito feliz. Tinha um pai, uma mãe e uma irmã mais nova, Riley. Eles formavam uma família feliz. Na antiga cidade em que morava, na escola ela era líder de torcida na escola em que estudava, tinha um namorado, amigos e era muito popular. No entanto, a vida de sonhos de Ever não durou muito.

Quando completou 16 anos a sua família sofreu um acidente de carro durante uma viagem e a única que se sobrevivera fora Ever. Mas a garota se sentia culpada desde então, porque ela esquecera o seu casaco de líder de torcida em casa e percebera no meio do caminho. Seu pai tentara convencê-la de que quando chegassem ao destino compraria um outro casaco para ela. Mas a garota só queria aquele determinado casaco. Então o seu pai fez a volta na estrada, acabou batendo em um cervo e do acidente só Ever sobrevivera, mas ficou muito tempo internada em um hospital, pois se machucara bastante.

Como não tinha uma família muito grande acabou tendo que ficar sob os cuidados da única tia que tinha, a irmã do seu pai. Mas esse não era o maior dos problemas de Ever. Esse era talvez o menor dos problemas dela, pois como sua tia não era casada e não tinha filhos, acabou se mudando de seu apartamento para uma casa na Califórnia e lhe deu o quarto do sonho de qualquer adolescente, para poder aliviar a dor da sobrinha. Mas nem assim Ever conseguia se sentir mais feliz. A sua relação com sua tia sempre fora superficial, ambas tinham a sensação de não conseguirem se encaixar. Mas a tia dela não a deixaria ir para um orfanato, era sua responsabilidade como família acolher a órfã.

Além de ter que enfrentar uma vida nova, sem a família, com uma tia estranha para ela, em uma nova cidade, novo colégio, novos colegas, Ever ainda tinha que arcar com as conseqüências do acidente que sofrera: ela adquirira a capacidade de ler os pensamentos dos seres humanos, bastando para tanto apenas um toque e ela saberia tudo o que a pessoa pensava, sentia e tinha vivido. Ever odiava isso, ter essa habilidade e, por conta disso, se fechou em contas e aquela garota maravilhosa e radiante que ela era se tornara uma pessoa muito fechada, calada, de poucos amigos, nada popular e até mesmo escondia a sua beleza por baixo do capuz de casacos que usava todo o dia para onde quer que fosse.

Ever passou a receber uma visita um tanto especial e inesperada: Riley, sua irmã mais nova morta no acidente de carro. Ever se sentia muito sozinha e na presença da irmã ela acabava se sentindo menos só. Riley apesar de mais nova sempre dava conselhos para Ever, tentava ajudar a irmã a superar a perda e recuperar a vaidade e a forma de vida que tinha deixado para trás. Apesar de todo o esforço, nunca conseguia de fato convencer a irmã do que era o melhor para ela. Como morrera muito nova, sem sequer ter chegado a adolescência, Riley acabava vivendo a adolescência que ela gostaria de ter tido através da irmã.

Como Ever se vestia de uma maneira diferente da maioria das garotas da escola, ela acabou ganhando a fama de ‘a esquisita’ da escola e poucas pessoas realmente tentaram se aproximar dela, com exceção de uma garota tão esquisita quanto ela, Haven e um garoto gay, Miles. Popularidade não era o forte desse trio.

Haven era uma garota proveniente de uma família abastada, mas os pais não ligavam nem para ela nem para o irmão dela. Para tentar chamar atenção da família e das pessoas, ela sempre se vestia de forma estranha, pintava os cabelos de cores berrantes, passou a se considerar gótica e gostava de ficar com garotos góticos. Miles era gay e um garoto muito inteligente, gostava de Ever de verdade, era um bom amigo.

Apesar de ser um trio bem diferente, eles tinham amizade verdadeira um pelo outro e sempre se deram bem. Até aparecer na cidade e na escola um novo estudante, o misterioso Damen.

Todas as garotas da escola e alguns garotos também suspiraram pelo recém-chegado, com exceção de Ever que sequer se deu ao trabalho e tivera a curiosidade de olhar para o rosto do garoto, mesmo ele tendo sentado na cadeira ao lado da dela durante as aulas.

O trio estava almoçando um dia na escola e Haven disse que estava muito interessada em Damen e como falara isso primeiro do que os outros dois, achou que isso lhe dava o direito de nenhum dos demais ficar com o garoto, mesmo se ele não viesse a querer nada com ela.

Miles voltava para casa sempre de carona com Ever e um dia quando eles estavam indo para o carro, o garoto viu que Damen estava se aproximando. Ele insiste e implora para que Ever olhe para Damen. Quando Ever olhou, sentiu uma coisa estranha, como se já conhecesse o garoto e percebeu que ele lhe chamou atenção não apenas por ele ser extremamente lindo, mas por ela ter a sensação de já o conhecer. Em seguida, o que mais despertou a curiosidade dela no garoto foi o fato dela não conseguir ler os pensamentos dele, e isso era um alívio para ela.

Enquanto tenta se adaptar a nova vida, ao ritmo de vida de sua tia, ter que conviver com o seu novo dom e saber lidar com o fantasma da irmã, Ever ainda tinha que ter paciência para lidar com Haven que estava cada vez mais distante, estranha, com raiva e ciumenta sobre um possível romance entre Ever e Damen.

Ever fora jantar com a tia uma noite em um restaurante chique e caro de um hotel da cidade em que moravam e acabou encontrando com Damen. Percebeu que o garoto estava em companhia de uma ruiva muito bonita e que a garota olhava para ela sem ser de forma amistosa. Percebeu que assim como Damen, ela também não conseguia ler a mente da garota ruiva. E isso começou a deixá-la desconfiada.

Haven começou a andar com uma garota muito estranha que adorava ir para um bar freqüentado por adoradores de vampiros. Ela percebeu que Haven começou a andar com Drina, a garota ruiva que ela vira em companhia de Damen e notou que Drina tinha uma influência muito forte sob Haven. Aos poucos notou que Haven começou a se vestir, se comportar e até mesmo tentar parecer fisicamente com a garota, usando até mesmo uma lente de contato da mesma cor dos olhos de Drina.

Ever começou um relacionamento com Damen, mas começou a achar que não daria muito certo, pois o novo namorado tinha o péssimo habito de desaparecer dos locais em que eles estavam sem dar qualquer justificativa para ela. Ela estava com muito ciúmes achando que ele tivesse alguma coisa com a garota ruiva. Além de ter problemas com Damen, Ever também estava tendo problemas com Haven que estava demonstrando cada vez mais não ser uma verdadeira amiga dela.

Para fechar o ciclo de problemas de Ever, ela começou a ter conflitos com Riley. Pois elas conheceram uma vidente, amiga da tia delas que sabia que Ever estava vendo e conversando com o espírito da irmã e isso estava prejudicando a falecida, pois ela precisava cuidar do seu lado espiritual e Ever acabava prendendo-a aqui na terra. Para Ever, a possível partida de Riley lhe desesperava, pois se sentiria muito sozinha e, apesar de não poder abraçar nem tocar a irmã, ela se sentia feliz ao lado de Riley.

Riley acaba revelando a Ever que ela estava tendo uma crise existencial, não cruzara a ponte juntamente com os seus pais e ela queria estar com os pais, sentia falta deles. Mas ela optara por ficar com Ever ao invés de estar com eles. No entanto, agora ela precisava ficar com eles também. Não sabia o que faria nem como faria, mas caso fosse embora, daria um jeito de voltar para ver a irmã, mas com uma freqüência menor. Pois ela estava agindo como uma alma perdida, pois vivia vagando pelas casas de celebridades, descobrindo como eram suas vidas, seus segredos e contava as fofocas para Ever. Ela não podia continuar “vivendo” assim.

Um dia Haven ligara para os amigos desesperada dizendo que uma das amigas bizarras, adoradoras de vampiros havia desaparecido e pouco tempo depois fora encontrada morta. Haven acabou desaparecendo também e Ever e Miles ficaram como doidos procurando pela garota, sem encontrá-la. Motivo que fez Ever ir até a casa de Damen e acaba presenciando uma cena muito bizarra que acaba fazendo com que ela se afastasse do namorado.

Acontecimentos estranhos começam a ocorrer com Ever e ela ainda não fazia idéia de que sua vida estava correndo perigo. Mas Drina estava muito motivada a tirar a vida da garota. Quando estava perto de cometer o assassinato de Ever, revela as suas reais motivações. No entanto, ela não consegue matar Ever por uma razão que só Damen é capaz de explicá-la. Para saber qual é a verdade, vale a pena ler o livro.

Não é uma aventura vampiresca, assim como a série “A Mediadora” aborda temas sobrenaturais e é mais uma série para entreter os jovens e promete se tornar um sucesso no Brasil, como já é fora do país. Agora é esperar os cinco outros volumes que compõe a série serem lançados para conferirmos se serão bons e quais as novas aventuras que Ever viverá com Damen e seus amigos.

Anúncios

4 Responses to “Os Imortais – Para Sempre”


  1. 1 Sandra Oliveira
    maio 14, 2010 às 8:38 pm

    Sempre tive muita curiosidade sobre esse livro. E vontade de ler também. A capa é linda, mas vamos combinar, tem um que de Twilight, não tem?

    Vou anotar na minha lista de livros ( que por sinal, está imensa e nem sei por onde começar =P )

    beijos

  2. maio 15, 2010 às 5:20 am

    Tem um que de Twilight, em que este tem um que de Diários do vampiro, onde este tem um que de outro alguém, risos. É sempre assim. Eu prefiro dizer que são autores que utilizaram formulas que deram certo e provam isso porque vendem tanto ou mais do que grandes escritores que focam em um público mais velho e requintado. Ainda bem, né? Pois assim os jovens podem ler mais e vê se muda essa realidade que temos de não incentivo a leitura.
    Quanto a capa é linda realmente. Você já comprou livro pela capa? Eu já, risos. Para mim, a editora atualmente que tem as capas mais belas é a companhia das letras. Eles capricham e isso é mais um atrativo para o livro, além da história e o conteúdo.
    Beijos

  3. maio 16, 2010 às 5:06 pm

    Parece ser muito interessante. Anotado!

  4. 4 Madalena
    agosto 3, 2010 às 3:03 pm

    Eu comprei Para Sempre, e quando comecei a ler não consegui parar até terminar e depois fiquei tão anciosa para ler Lua Azul e agora quero ler o terceiro livro… é uma leitura mto viciante, nos leva pelos detalhes, nos prende a atenção do início ao fim de um enredo que ao mesmo tempo é rico em detalhes, mas você vai descobrindo aos poucos a dimensão do tema do livro, o que é o amor e todas as consequencias de nossas decisões. é simplesmente um livro maravilhoso, mesmo não gostando muito do tema, devo dizer que o livro é mto bom e vale a pena cada página…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,461,789 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
maio 2010
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: