10
maio
10

Reduto de livros técnicos e raridades, sebos persistem

Antigamente quando procurava por algum livro que não conseguia mais encontrar em livrarias tanto físicas quanto virtuais eu me deslocava pela cidade, procurando pelos sebos e vendo se conseguia adquirir o livro. Mas acabei descobrindo dois sites, o Traça e o Estante Virtual e desde então a coisa mais rara do mundo é eu ir até a um sebo da minha cidade.

Não porque eu prefira pagar frete, ter a comunidade de receber o livro em casa, ou até mesmo não saber ao certo o estado do livro, para isso tenho que confiar na descrição do vendedor e olhar as qualificações que ele vem recebendo. Mas tenho optado pelos sebos virtuais porque realmente como é dito na matéria que segue abaixo, acho os preços de alguns sebos soteropolitanos muito caros.

Dos citados conheço 5 e realmente só tenho elogios ao Sebo Berinjela e ao Cantinho do Sebo. Eles são nota 10 em atendimento, preços bacanas e acabo sempre encontrando o que procurava neles. No entanto, as minhas experiências no Sebo Brandão não foram lá muito boas. O atendimento é bom, mas os preços são muito, muito e muito salgados mesmo. Procurei por alguns livros de Michael Crichton e encontrei um exemplar velho, desgastado, com a capa soltando, as páginas amareladas e mesmo assim eles cobravam os olhos da cara. Sendo que o mesmo livro novo na livraria Saraiva estava por um preço acessível. Tentei pechinchar, argumentar pelo estado do livro, mas mesmo assim eles não fizeram um desconto, então acabei comprando um novo mesmo.

Mas fiquei surpresa com essa matéria, pois é bom saber que muitas pessoas ainda procuram pelos sebos, mesmo com a quantidade de sebos virtuais que existem pelo Brasil. E livros, sendo eles velhos, usados, gastos, semi-novos ou novos, sempre são bem vindos.

Matéria publicada no jornal A Tarde no dia 02 de Mario de 2010, no caderno Serviço na página A11.

 

Reduto de livros técnicos e raridades, sebos persistem

 

Leitura Clientes reclamam dos preços, mas continuam satisfeitos em achar obras que deixaram de ser reeditadas

 

Karina Costa

 

Comprar, vender e trocar livros usados por outros – ou até por vinis – são algumas das possibilidades que os sebos oferecem em Salvador. Seja por encantamento ou pela possibilidade de encontrar exemplares “raros”, essas livrarias viraram alternativa para leitores, mesmo em tempos de vendas pela internet.

Cada dia menor, o mercado de livros usados em Salvador recebe críticas e elogios de entusiastas da leitura. “Acho que a grande magia que os sebos conservam é de surpreender o leitor com o achado de um livro”, comenta Leandro Pessoa, em post no blog Cidadão Repórter (cidadaoreporter.atarde.com.br).

Em 2007, havia 11 sebos em Salvador. Três anos depois, sete unidades ainda resistem, dois novos foram inaugurados e um deles migrou para o comércio eletrônico. O Sebo Graúna deixou de atender no mercado tradicional e começou a vender por meio da internet. “Recebemos o livro em casa, com toda comodidade. Excelente opção para quem quer comprar livros baratos, de qualquer área”, conta o professor Jânio Alves, que diz indicar a comprar aos seus alunos. O Estante Virtual (www.estantevirtual.com.br) foi o site mais indicado nos comentários do blog Cidadão Repórter.

 

Preços e livros técnicos

 

A maioria dos comentários, contudo, reclama preços mais em conta. Pedro Fraga, o “seu” Pedro, dono do Sebo Berinjela, afirma que alguns livros são vendidos pela metade do preço do novo ou ainda por menos. Mas os maiores sebos da cidade são acusados de cobrar altos preços por livros considerados “raridades” – exemplares que não foram reeditados, ou que não são encontrados nas livrarias convencionais – e cujo último refugio são esses locais.

O jornalista Leandro Parente diz que, em alguns casos, diante do alto preço, prefere comprar um livro novo. “Às vezes, a diferença não compensa. Prefiro ter um livro novo a pagar quase o mesmo preço por um usado”, diz. O jornalista conta que, quando era estudante, nunca procurava por literatura técnica em sebos, porque já sabias que não iria encontrar.

A reportagem pesquisou e descobriu que, na área de comunicação, realmente há pouquíssimas obras usadas disponíveis para venda. Para estudantes de medicina ou direito, a situação é diferente: em geral, há uma variedade de autores e pontos de venda. Na Casa dos Livros, no Centro Histórico, além de futuros médicos e advogados, estudantes de engenharia também encontram obras específicas.

 

Sebos/ Especialidades

 

A Casa dos Livros

Medicina e Direito

Endereço: Viaduto da Sé – Parte Baixa

Telefone: 3323-0063

 

Sebo Berinjela

 

Literatura, acervo bem variado (sem livros didáticos) e vinis

Endereço: Travessa da Ajuda, 1, Centro

Telefone: 3322-0247

 

Cantinho do Sebo

 

Esoterismo, espíritas e autoajuda

Endereço: Rua Minas Gerais, 515, Pituba – Telefone: 33463430 / Rua Barão de Loreto, 380, Graça – Telefone: 33325275

 

Sebo Juvenil

 

Livros variados, CDs, DVDs, VHS e vinil.

Endereço: Estação da Lapa, Primeiro Piso

Telefone: 32436584

 

Sebo Brandão

 

Literatura, filosofia, comunicação, administração, dicionários e outros

Endereço: Rua Rui Barbosa, 15, 1º subsolo, Centro

Telefone: 32435383

Site: www.livbrandaosebo.com.br

 

Papiro Sebo

 

Didáticos e técnicos

Endereço: Av. Vale do Tororó, 28 (um ponto antes da Lapa / sentido Shop. Piedade)

Telefone: 33213808

E-mail: papirosebo@bol.com.br

 

Sebo Graúna (virtual)

 

Cinema, comunicação e literatura

Compras pela internet

Telefone: 32860455

Endereço: www.graunalivros.com.br

Anúncios

0 Responses to “Reduto de livros técnicos e raridades, sebos persistem”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,469,843 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
maio 2010
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: