01
dez
09

As Crônicas de Spiderwick – A Pedra da Visão

 

Segundo livro da série “As Crônicas de Spiderwick”, “A Pedra da Visão” começa já com um suspense e inquietação, apesar de as coisas estarem mais calmas, desde a descoberta do livro escrito por Athur Spiderwick. Simon está a procura de Tibbs sua gata que havia desaparecido. Jared não entende como o seu irmão pode ser tão diferente e porque ele parece querer montar um verdadeiro zoológico particular em sua casa.

Enquanto Simon saí a procura de sua gatinha, Jared vai até a biblioteca de Spiderwick e abre o Guia de Campo. O garoto apesar de ter encontrado o livro há pouco tempo, já demonstrava ter fixação por ele e se considerava o seu dono. Passava a maior parte do tempo com o livro e às vezes chegava ao ponto de dormir com ele debaixo do travesseiro.

Tibério aparece e diz a Jared que havia avisado a ele que mais cedo ou mais tarde ele teria que pagar o preço pela sua teimosia em mexer no livro. Jared não leva a sério o que Tibério havia dito e ri. Tibério retruca dizendo que ele não deveria brincar com certas coisas.

Ainda sem dar importância ao que dizia o pequeno ser, Jared vai até a janela e observa que a irmã estava treinando esgrima no quintal e que o irmão parecia estar ainda procurando a gata. Até que algo anormal acontece: Simon começa a olhar para a grama de uma forma estranha, começa a mexer os braços e as pernas de uma maneira esquisita, como se estivesse lutando com alguma coisa, mas com o que? Ele não via nada.

Ao notar o olhar curioso de Jared, Tibério decide observar o que está chamando tanto a atenção do menino. Viu que o quintal estava coberto de goblins e diz ao garoto que estava começando aquilo que ele não quis dar ouvido. Simon então foi arrastado pela floresta e sumiu das vistas de todos.

Tibério explica a Jared que os humanos para enxergar os seres do mundo mágico precisavam da Pedra da Visão ou que os seres mágicos decidissem por si mesmo que ficariam visíveis aos olhos comuns. Desesperado pensando no irmão, o garoto vai procurar a irmã e informa o que acabara de acontecer. Eles precisavam procurar a pedra no depósito e de forma rápida para poderem resgatar Simon.

Ao encontrarem a pedra, Jared testa e vê que realmente funciona. Pela janela do depósito ele vê que o quintal estava infestado daqueles seres estranhos, baixinhos, com cara de sapo, sem pelos, corpo verde e inchado e com dentes feitos de pedaços de vidros quebrados. Notou que eles também se movimentavam com uma ligeireza grande. Rapidamente eles alcançaram o depósito e começaram a arranhar a lateral de madeira do lugar. Mallory se assusta e eles decidem correr o máximo que podiam para tentar chegar a salvos na casa. Mallory foi bem rápida, mas Jared acabou sendo apanhado. Como uma excelente esgrimista ela segue as instruções do irmão e consegue atingi-los a machucá-los mesmo sem vê-los, salvando assim, o irmão mais novo.

Quando eles conseguiram se livrar dos goblins e chegarem à casa, os agressivos animais viram que o garoto estava com o livro. Em seguida saíram correndo como se estivessem fugindo. Após estarem em segurança, os irmãos decidem sair para procurar Simon. No meio do caminho encontram um troll mas conseguem fugir e salvarem-se em segurança.

Com muita cautela eles aproximaram-se do acampamento dos goblins, escondendo-se em troncos de árvores e viram que dez goblins estavam sentados ao redor de uma fogueira. Viram que perto de onde eles estavam havia um animal com cabeça de falcão e corpo de leão, do tamanho de um carro que estava machucado e sangrando. Jared reconhece o animal como sendo um grifo, descrito no livro de Spiderwick. Acima do acampamento dos goblins havia várias gaiolas e em uma delas encontrava-se Simon. Quando estava arquitetando uma forma de salvar o irmão, foi notado por Gritalhão, um ser com cara de sapo, olhos verdes de gato, de roupas e com dentes de bebê. Ele pede ajuda a Jared, para soltá-lo, mas o garoto não acha uma boa idéia, até o animal ameaçá-lo dizendo que iria gritar para os goblins que havia um invasor no acampamento. No sem jeito, Jared resolve ajudá-lo.

Jared solta o irmão gêmeo e Gritalhão cospe em um pano e passa nos olhos de Jared e Simon, com isso eles adquirem a visão, o poder de enxergar todas as criaturas mágicas sem a necessidade de usar a Pedra da Visão. Com isso, Jared dá a Mallory a pedra, pois ela precisaria já que eles teriam que fugir. Quando estavam fugindo, Jared nota que Gritalhão ficou para trás. E ele estava cercado por vários goblins. Jared não podia deixar para trás e daquela forma o ser que estava tentando ajudar ele. Então sem pensar muito ele chama atenção dos goblins e foge para o riacho na esperança de que o troll pudesse ajudá-los de alguma forma.

Jared notou que os goblins perseguiam eles cheio de ódio, mas foram surpreendidos pelo aparecimento do troll que acabou devorando todos os goblins. Tanto Simon quanto Jared sentiram-se enjoados com isso e foram para casa.

Simon estava muito preocupado com o grifo ferido. Decidem então irem até o depósito para ver se encontravam uma lona para colocar o animal em cima e levá-lo até a casa para que pudessem cuidar dele. Ao chegarem perto do acampamento, Simon vai até o grifo e com calma conversa com ele, explicando que não vão fazer mal a ele e sim cuidar dos ferimentos. Colocam a lona no chão, empurram o grifo para cima da lona e arrastam ele de volta para casa. Colocam o animal dentro do depósito, em cima de palhas e lhes dão água.

Finalmente ao chegarem em casa, encontraram a mãe chorando e falando ao telefone. Quando ela os nota, dá um grito e desliga o telefone. Com o dedo inquisidor aponta para Mallory e pergunta como ela pode ser tão irresponsável e pergunta onde eles estavam.

Jared dá uma desculpa muito esfarrapada e a mãe, irritada com eles coloca os três de castigo até o final do mês sem direito a brincar do lado de fora.

Eles então conversam sobre os acontecimentos do dia e a perseguição dos goblins. Chegam a conclusão que alguém ou alguma coisa estava observando a casa, esperando que o guia fosse encontrado e descoberto. O que os globins queriam na verdade não era as crianças e sim o guia. A pergunta era: porque eles queriam o guia e porque ele era tão importante para os goblins. Mas isso eles só descobrirão e nós, leitores, também, apenas lermos os outros volumes.

Anúncios

0 Responses to “As Crônicas de Spiderwick – A Pedra da Visão”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,480,641 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
dezembro 2009
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: