16
out
09

Frankenstein

frankenstein-novel-portrait

Frankenstein de Mary Shelley é um clássico! Escrito no século XIX, embora não seja lido comumente pelo público muito jovem, pode ser lido em todas as idades. O livro causa efeitos diferentes a depender da idade que se leia, mas a mensagem prevalece. Sentimentos e ressentimentos são os personagens mais profundos da obra.

Victor Frankenstein, um jovem que perde a mãe cedo, revoltado resolve se tornar médico, se isola, busca desesperadamente conhecer e entender o sentido da vida e descobrir a imortalidade. Através de suas experiências consegue trazer a vida um “monstro”. Com pedaços de corpos, o jovem médico se vê diante de um dilema: criou um monstro, mas não sabe como lidar com ele e com os sentimentos que tem diante da sua criação.

Ao voltar para casa descobre que o seu irmão mais novo, William, foi brutalmente assassinado e a família acusa a babá, que acaba sendo condenada à forca. Victor, desesperado, descobre através das evidências que na verdade o seu irmão foi assassinado pelo monstro.

O monstro Frankenstein, que adota o nome do seu criador, pede a Victor que crie uma parceira para ele e caso ele não o faça, sofrerá as conseqüências.

Diante das circunstâncias, o médico precisa tomar uma importante e difícil decisão, em meio a um turbilhão de sentimentos de culpa e arrependimento, as suas opções sendo pequenas, o que ele decide trará para sua vida conseqüências nefastas.

Situações em que vivemos no dia-a-dia, fazem com que nos deparemos com diversos “Frankenstein” ao longo da nossa vida e que em alguns momentos agiremos como um Victor. Não é possível ler o livro e não se identificar e se envolver tanto com o protagonista quanto com o antagonista. O pré-conceito e o sentimento de vingança, muitas vezes não nos passa despercebidos, mas precisamos também, acima de tudo, olhar para o outro e ver o que ele realmente é, além de uma simples aparência. Por isso, além de outras razões, Frankenstein é um clássico.

Anúncios

2 Responses to “Frankenstein”


  1. 1 mayani rupp
    março 13, 2010 às 7:29 pm

    eu achei o livro muito bom realmente nossa querida Mery Shelley se inspirou muito ao escrever a literatura de Frankenstein


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Melissa Rocha

Jornalista apaixonada por cachorros e literatura, principalmente o gênero infanto-juvenil. Torcedora (e sofredora) do Palmeiras e Bahia. Fã de Drew Barrymore, Dakota Fanning, Anthony Kiedis e Red Hot Chili Peppers, All Star e Havaianas.

Blog Stats

  • 1,486,617 hits

No Twitter

RSS Ocasional

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.
outubro 2009
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Páginas

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Junte-se a 76 outros seguidores

Mais Avaliados


%d blogueiros gostam disto: